Jardim Oceânico: segure a sua bolsa

12/03/2014 – Fonte: O Globo

Reduto da boemia barrense, a Avenida Olegário Maciel não apresenta mais o clima tranquilo de outrora. Segundo quem passa por ali, garotos seguem pessoas que fizeram compras nas lojas da via até ruas menos movimentadas para roubá-las. À noite, o movimento nos bares e restaurantes atrai bandidos que cometem pequenos furtos.

Um comerciante que não quis ser identificado diz que ouviu falar de roubos a turistas na Olegário perto da virada do ano. E que há muitos seguranças particulares na região porque o efetivo policial é insuficiente para garantir paz aos residentes.

A alguns metros da Olegário, a região da Praça do Pomar vem sendo apontada como cenário de ações criminosas recorrentemente. Beatriz Leal, que vive próximo à praça, diz que ela está abandonada, com portões quebrados e ausência de policiamento fixo.

Paula Werneck é uma das moradoras do Jardim Oceânico assaltadas recentemente. Em fevereiro, dois rapazes numa moto roubaram sua bolsa, na Rua Manuel Brasiliense:

– O Jardim Oceânico piorou muito de um tempo para cá. O que a gente ouve é que a tomada do Morro do Banco (no Itanhangá) por traficantes resultou nestes problemas.

O delegado da 16ªDP, Marco Cipriano, reconhece que os números são “alarmantes” e afirma estar trabalhando com o 31º BPM e a 42ªDP para debelar o crime na região.